MOVIE_BLOG

Standard issue Textbooks (1)
Retenção de Alunos: 5 dicas fáceis que sua escola pode seguir

A retenção de alunos é, certamente, um dos fatores que mais ameaçam a sobrevivência de uma instituição. Um estudante que desiste do seu curso significa que todos os esforços investidos para conquistá-lo se transformaram em prejuízo. Tempo e dinheiro jogados fora. A vaga que ele ocupou dificilmente será reocupada tendo grandes chances de continuar vazia até o final do curso!

Estudos indicam que 60% da evasão dos cursos acontecem nos primeiro semestre de estudo. Apenas uma boa campanha de captação de alunos não é capaz de sustentar sua instituição, é preciso ir além do pagamento da matrícula. Os alunos conquistados na campanha de captação devem ter as suas expectativas atendidas durante toda sua vida letiva pois somente assim seus investimentos terão o retorno esperado e sua retenção de alunos melhorará

Vamos apresentar aqui 5 dicas fáceis de ser aplicadas para melhorar a retenção dos seus alunos!

what to do when you feel stuck

TER UM DISCURSO DE VENDAS CLARO:
O relacionamento do aluno com a escola começa com a venda, por isso é importante colocar desde o primeiro momento as expectativas corretas sobre o curso na mente dos alunos e responsáveis.
A maioria dos cancelamentos de curso acontecem nos 3 primeiros meses. Por que? Simplesmente porque as expectativas não foram atendidas, seja ela preço, aprendizado ou método de ensino.
Por isso a importância de termos um discurso claro do que será oferecido ao aluno.

APRESENTAR RESULTADO:
Seria muito difícil calcular o número de pessoas que começam a fazer academia e param em questão de semanas ou meses. Por que? Porque eles não vêem um resultado de forma rápida. Seria muito mais fácil continuar na academia se você conseguisse desenvolver uma barriga “tanquinho” após uma semana de exercícios certo? Apesar disso não ser possível no conceito da academia, nós podemos tornar essa idéia real no conceito de aprender inglês. Semana após semana nossos alunos estão aprendendo coisas novas e tendo progresso, apesar de muitas vezes eles não perceberem.

POSSUIR MÉTRICAS DE RETENÇÃO:
Todo processo de melhoria, precisa de métricas claras. Se não temos métricas, não temos como medir resultado ou propor melhorias.  A escola precisa de indicadores que mostrem mês após mês, trimestre após trimestre, semestre após semestre e ano após ano qual o fluxo de alunos entrando e saindo para, a partir desses dados, começar a estabelecer metas e melhorar a retenção. Existem várias formas de fazer isso, porém duas formas que são muito utilizadas são as seguintes:
– Calcular quantos alunos eu tenha no começo do mês, trimestre, semestre ou ano e desses alunos -ou seja, excluímos as matrículas novas -quantos ainda estão cursando. Esse é meu índice de retenção. – Você pode calcular quantos alunos você possui em sua escola que tem a possibilidade de rematrícula –ou seja, você vai excluir dessa conta os alunos que irão finalizar o curso –e , desses, quantos fizeram a rematrícula. Esse é o índice de fidelização
Depois de ter esses dados em mãos, você pode decidir fazer uma análise mais específica para identificar padrões para cada nível de ensino, série, turma e até professor para mapear onde há a maior evasão escolar.
Como esse trabalho pode ser muito demorado quando se trata de escolas grandes, pode ser interessante investir em softwares que te mostrem o desempenho de suas unidades e professores de forma sistêmica. Assim você pode agir de forma preventiva na evasão desses alunos.

FAZER ANÁLISE PREDITIVA DE EVASÃO:
Atualmente a evasão no ensino superior brasileiro chega, em algumas casos, até 40% dos alunos matriculados. Cerca 60% evasão ocorre no primeiro semestre do curso. Por meio de analises preditivas e comportamentais, analisando informações de diversas origens, inclusive das mídias sociais, é possível antecipar o movimento de evasão destes alunos e ajuda-los a chegar ao tão sonhado diploma. Temos que entender qual pode ser a causa de uma possível evasão. Assim podemos identificar alunos com maior risco de evasão e fazer ações preventivas voltadas para esses alunos muito antes de concretizarem a decisão de desistir.
Esse processo pode ser um pouco demorado, e precisamos de dados para fazer qualquer tipo de análise. É importante sempre pensar em maneiras mais fáceis e rápidas para coletar esses dados. A tecnologia deve ser sua aliada nesse processo.

ANALISAR EVASÕES E TRANSFERÊNCIAS:
Quando um aluno desiste, existem algumas perguntas importantes para serem feitas, essas perguntas irão te dar um feedback valioso de como evitar situações parecidas no futuro. Entre essas perguntas estão: por que estão cancelando? para onde eles estão indo? Quais escolas estão procurando? Essas respostas te darão um conhecimento maior sobre o seu cliente e o tipo de família que frequenta a sua instituição. Por exemplo, uma dona de escola queria reduzir preços ao máximo, na tentativa de reter mais alunos. Ela foi fazendo cortes na infraestrutura, demitindo gente, cortando todos os gastos para reduzir o preço. Porém quando começou a analisar para onde iam os estudantes que saíam da sua escola, percebeu que estavam escolhendo escolas mais caras. Ou seja, ao cortar gastos drasticamente, a gestora acabou passando a ideia de queda na qualidade de ensino, em vez de conseguir o efeito desejado. Foi preciso reposicionar a escola –o que incluiu aumentar novamente o valor da mensalidade – para que a captação e retenção de alunos voltasse a crescer. Mas, um ponto importante é ter os dados para analisar essas evasões ou transferências.

Convido você a conhecer a plataforma digital Movie Mouth. Uma plataforma digital de exercícios que possui relatórios em tempo real que coletam dados sobre os exercícios dos seus alunos e te dão uma visão ampla da situação de cada aluno e também do engajamento dele em relação a escola. Através da frequência e quantidade de exercícios dos alunos, você pode identificar alunos com maior risco de evasão e fazer ações preventivas antes dele concretizar a decisão de cancelar o curso.

what to do when you feel stuckwhat to do when you feel stuck (2)

COMPARTILHE:
DEIXE SEU COMENTÁRIO:



Sua Mensagem

Brasil
Rua Maria Monteiro, 786 23
Cambuí, Campinas, SP
info@moviemouth.com.br
55 19 4062-8035
Estados Unidos
1245 Brickyard Road, Suite 30
Salt Lake City, UT 84106
info@moviemouth.com.br
1 801 415-9577